Capa » Noticias » Philip Morris dobrou oferta iQOS no Japão

Philip Morris dobrou oferta iQOS no Japão

IQOS - Philip Morris

A Philip Morris Internacional disse nesta última quinta-feira que duplicou o estoque do seu dispositivo de Tabaco, o iQOS muito popular no Japão, mas a demanda continua a superar a oferta no mercado, mesmo com intensificação dos produtos eletrônicos.

Segundo a empresa, foram vendidos mais de 3 milhões de iQOS, um dispositivo alimentado por baterias simples que acebem folhas de tabaco embaladas em form de cigarro. A empresa começou a venda do produto no Japão em Abril de 2016, após testes de Marketing e aceitação do produto nas principais cidades do país.

Em pouco tempo o produto tornou-se um sucesso e os problemas de escassez de suprimentos apareceram. O preço foi fixado em 9.980 iene (aproximadamente R$ 275,00), porém o produto vem sendo negociado por mais de 12.000 iene (R$ 330,00) em alguns sites da internet japonesa.

Paul Riley, presidente da Philip Morris no Japão, disse aos jornalistas que a empresa dobrado sua oferta de iQOS desde fevereiro, e está aumentando a produção para atender a demanda.

“Mas a questão é qual é a demanda? Nós continuamos a aumentar a produção, mas eles ficam esgotados assim que chegam às lojas”, disse ele.

A empresa Philip Morris é bastante conhecida pelos cigarros Marlboro, e sua participação no mercado do Japão subiu 1,7 pontos para 27,1% em 2016, ajudada pela popularidade do iQOS.

Marlboro HeatSticks, o modelo mais usado para o iQOS, respondeu por 7,6 por cento do mercado de cigarros do Japão em janeiro, segundo a própria Philip Morris. Ela disse que vai adicionar no mercado japonês mais dois sabores em março, sendo assim, em breve o mercado japonês contará com 4 sabores distintos.

Atualmente, o iQOS é vendido em 20 mercados, incluindo o Japão, e chegará a 30 países até o final deste ano, segundo a Philip Morris.

As grandes empresas globais de tabaco vêem o Japão como um campo de testes fértil para produtos conhecidos como “vaporizadores de ervas”, já que os cigarros eletrônicos que usam líquidos não são permitidos pela regulamentação farmacêutica do país.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*